Casa

Cheiro de areia quente molhada e barulho de trovoada. Aroma de café, pão d'agua com manteiga. Bicicletas na garagem, videogame ilimitado e copos de nescau. Serra do mar no horizonte, calor, muito calor ou frio, muito frio. O sabor, paisagens, sons, cheiro e toque de casa são inconfundíveis, não?

Posted by Fellipe Brito on November 10, 2015

Cheiro de areia quente molhada e barulho de trovoada. Aroma de café, pão d`agua com manteiga. Bicicletas na garagem, videogame ilimitado e copos de nescau. Serra do mar no horizonte, calor, muito calor ou frio, muito frio. O sabor, paisagens, sons, cheiro e toque de casa são inconfundíveis, não?

Como é bom voltar pra casa depois de uma viagem. Tudo pode ser diferente por algumas horas, alguns dias, até por alguns meses, mas a certeza de que podemos voltar pra casa é sempre confortante. Tudo estará lá, como sempre esteve.

Você consegue listar o que é este tudo? O que em casa te faz sentir que está em casa? Qual o primeiro lugar que você avista no horizonte quando está dirigindo de volta que te enche de alivio e faz suas mãos relaxarem no volante porque voce sabe que já está lá, mesmo antes de chegar?**
**

Essa música me faz pensar muito nisso. Eu não sei definir hoje o que é casa. É interessante este sentimento, e incontrolável também. Quando estou em qualquer lugar que não na casa que hoje eu moro com a Joana eu sinto muita falta dela e dessa casa. Mas por vezes, quando estou nessa casa, sinto saudades de lugares que nem existem mais. Sinto falta de pessoas que nem lembram que eu existo. Mas também curto e aproveito muito o lugar que hoje eu chamo de casa.

Enfim, eu gosto muito de pensar, e músicas que embalam meditação são as minhas preferidas. E a meditação por si só não é para achar um fim, uma resposta, mas para nos mover de um lugar para outro. Essa é uma das músicas que me move.